São Paulo: +55 (11) 3284.8474   Demais Regiões: 4020.9737
SOLICITE UMA PROPOSTA

Planejando sua campanha de e-mail marketing para imobiliárias

Planejando sua campanha de e-mail marketing para imobiliárias
25
Sep
25 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 2 LinkedIn 23 25 Flares ×

O e-mail marketing é uma das ferramentas de marketing mais poderosas da atualidade, por isso é utilizada nos mais diversos setores. E não é diferente com o setor imobiliário. Mas é preciso atenção: apesar de todo o seu potencial, o e-mail marketing ainda é bastante mal utilizado por não ser aplicado da maneira correta e pela falta de conhecimento. Isso resulta em perda de dinheiro, de tempo e até má reputação para a imobiliária.

Confira 08 ideias para planejar a sua campanha de e-mail marketing para imobiliárias.

Público-alvo

O primeiro passo para um gestor de marketing planejar uma campanha e obter sucesso é entender o seu público-alvo. Listas disponibilizadas para compra são conhecidas por serem generalistas. Isso significa que ela possui pessoas de diversos interesses e em grande quantidade – o que não significa alta qualidade.

É importante criar a sua própria lista de e-mails para focar em seu público-alvo e na qualidade. No mercado imobiliário, os clientes devem ter ao menos uma disposição prévia para comprar a casa própria, então o mais importante é criar uma lista que leve isso em consideração.

Se uma imobiliária é focada na venda de imóveis em um bairro com casas e apartamentos grandes, é preferível que seu público-alvo seja pessoas mais velhas e com família formada (ou a ser formada em breve). E mesmo se a imobiliária tratar de imóveis de bairros variados, cada campanha deve ser pensada de acordo com o seu público. Um novo empreendimento com opções de moradia menores, como kitnets, é mais indicado para público jovem, solteiro ou casal sem filhos, e é neles que a campanha deve focar.

Conteúdo interessante

É muito mais comum um usuário que compartilha notícias, informações, resenhas e reflexões do que um usuário que encaminha e-mails com ofertas que recebeu. E isso acontece particularmente no segmento imobiliário porque seus e-mails tendem a ser muito similares, com letras pequenas e muitas fotos, quase como os classificados do jornal.

Achar uma informação útil no meio de tanto texto pode ser difícil, por isso é importante chamar atenção. Em vez de criar uma espécie de classificados no e-mail, é recomendado mesclar ofertas interessantes de imóveis, com matérias relevantes para o mercado imobiliário. Dessa forma, o e-mail marketing consegue misturar de forma única, oportunidade e informação. Mas, acima de tudo, é importante que os textos sejam curtos e diretos. É necessário despertar a curiosidade do possível futuro cliente para vender imóveis, não entregar todas as informações.

Se você está tentando se solidificar como corretor de imóveis, é importante dar às pessoas fatos e novidades sobre as áreas que elas se identificam, que as afetam e que são interessantes. Enviar e-mails com frases como “Estamos entre o 1% das melhores imobiliárias do mundo” não informa e não é interessante para os clientes.

Opiniões de profissionais imobiliários, como advogados, designers, arquitetos, também podem ser bons geradores de conteúdo de qualidade.

A importância dos links

Nenhum e-mail marketing deve ser enviado sem links. No setor imobiliário, isso é a mesma coisa que prometer e não cumprir. Ao enviar uma matéria, por exemplo, adicione um link que redirecione para o blog de sua imobiliária e para as ofertas de imóveis do site. Enviar um e-mail marketing sem link fará com que o usuário e potencial cliente, no máximo, abra o e-mail, leia e feche. Uma parcela mínima procurará a empresa em sites de busca. Por isso, é importante facilitar a vida do cliente.

O assunto do e-mail

Com o e-mail marketing preparado com conteúdo útil e interessante e links corretos, é a hora de pensar no assunto do e-mail. E o assunto é uma chave essencial de estratégia de marketing. Jamais devem ser usados assuntos vagos e pouco específicos como “Ofertas de imóveis” ou “Novidades”.

Além de não contar nada sobre o conteúdo, não gera interesse, ou seja, aumenta a possibilidade do cliente não abrir o e-mail. Uma boa forma de criar um título que gera interesse é adicionar o título da matéria (ou ao menos o seu assunto) e complementar com dica de imóveis. Por exemplo: “O que é necessário para comprar meu primeiro imóvel? – Conheça imóveis próximos ao bairro X”.

Boa base de dados

Para que as campanhas sejam personalizadas de acordo com o público-alvo e atraiam mais interesse dos futuros clientes, é importante criar uma boa base de dados na hora de montar o mailing. Por exemplo, quando um cliente telefona com interesse num imóvel específico e não o compra – como acontece na maioria das vezes – é interessante guardar seu contato junto com a informação de seu interesse.

Os dados necessários para criar a base podem variar de acordo com cada caso, mas os mais importantes são nome, data de nascimento, profissão, tipo de imóvel desejado (com preço médio, localização, dormitórios, tamanho etc.), imóveis já oferecidos, para não repetir demasiadamente uma mesma oferta para a mesma pessoa, o motivo pelo qual o negócio não foi fechado e a renda aproximada. Para a base de dados, é importante ter um apanhado de informações necessárias para um contato posterior.

O melhor dia e o melhor horário

Com a boa base de dados, resta enviar e-mail marketing no dia e na hora certa para aumentar as vendas. Na área imobiliária, os melhores horários para retorno são entre 8h e 9h e entre 16h e 17h. Além disso, o dia de semana que apresenta maior leitura é a terça-feira.

Facilidades de interação

Demonstre que a imobiliária possui boas formas de interação com os clientes. No e-mail marketing, mostre formas de contato rápido por meio de “Ligue grátis” ou “Corretor online”. Essas facilidades de interação com a empresa deixam o cliente mais apto a se comunicar, tirar dúvidas sobre imóveis e região e, consequentemente, ficar mais seguro sobre a compra, pois constrói a imagem de boa receptividade da empresa.

Análise de retorno

Para otimizar ainda mais o seu e-mail marketing, nunca envie um segundo e-mail sem aperfeiçoar a sua estratégia. Para isso, não deixe de considerar perguntas como:

•             Quais links foram os mais clicados?

•             Quantos e-mails foram enviados?

•             Quantos cliques resultaram numa compra de imóvel?

•             Quantos visitantes retornaram ao site da imobiliária?

•             Quantos pediram para sair do mailing?

Com as ideias e dicas acima, toda imobiliária pode alavancar sua taxa de retorno e aproveitar todo o potencial que o e-mail marketing oferece. Que tal colocá-las em prática agora mesmo? E, se precisar de ajuda, pode contar com a gente! Acesse nosso site e saiba como.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

25 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 2 LinkedIn 23 25 Flares ×