O e-mail marketing está fadado a morte?

15
mar
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Depois do surgimento das redes sociais e com o aumento expressivo do uso pelas empresas, muitos apostam no fim do e-mail marketing. E você?

Por Marcos Fiore

As redes sociais já são uma realidade no composto de marketing atual e nenhuma empresa quer ficar fora delas. Por conta disso, muito tem se falado do fim do e-mail marketing e da substituição dele por essas novas mídias, mas o que realmente acontece é uma evolução dessa ferramenta de comunicação.

Quando as empresas começaram a usar o e-mail marketing o cenário digital era completamente diferente. Os clientes recebiam no máximo cinco e-mails por dia, os provedores não barravam mensagens e era uma grande novidade vender por e-mail. Hoje sabemos que a realidade é oposta.

Com as pessoas conectadas praticamente em tempo integral e recebendo dezenas – às vezes centenas – de e-mails por dia, é muito mais fácil que o provedor e o cliente classifiquem sua mensagem como spam, comprometendo seriamente suas campanhas.

Esse cenário atual se deve muito ao mau uso do e-mail marketing. Empresários e profissionais de marketing começaram a usar este canal indiscriminadamente, enchendo a caixa de entrada e a paciência dos consumidores.

Ainda falta conhecimento do potencial que e-mail marketing tem para fazer relacionamento segmentado com os clientes. Essa, inclusive, é a grande diferença entre uma rede social e o e-mail marketing: a forma de aproximação do cliente, independente do alcance e abrangência da campanha.

Uma boa ferramenta de e-mail marketing permite um tipo de segmentação tão avançado que é possível criar uma mensagem diferente para cada pessoa da sua lista e não estamos falando simplesmente em personalizar o famoso “Olá [NOME]”, mas sim de construir mensagens inteligentes que mostrem produtos, serviços ou informações realmente interessantes ao cliente. É a comunicação em massa dando espaço para a aproximação individual do cliente.

Profissionais de marketing devem integrar campanhas de comunicação fazendo com que as diversas mídias criem uma única força a favor de sua empresa. Os melhores softwares de e-mail marketing do mercado já estão preparados para esse modelo, usando APIs para integração, automatização de ações e incentivo do marketing viral. Hoje, por exemplo, é possível fazer um call to action por e-mail e levar seus clientes a interagir nas redes sociais, gerando engajamento e fidelidade.

O e-mail marketing está em fase de transformação e precisar ser melhor utilizado, mas isso só depende dos profissionais de marketing. Aqueles que considerarem as preferências do cliente e souberem explorar isso certamente vão usar essa mídia por muito tempo.

Esse conteúdo foi publicado originalmente nos portais Webinsider e Inteligemcia:
http://webinsider.uol.com.br/2012/03/14/o-e-mail-marketing-esta-fadado-a-morte/
http://www.inteligemcia.com.br/64994/2012/03/14/sera-o-fim-do-e-mail-marketing/

Curta a Akna no facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×